Eliana Veríssimo

Eliana Veríssimo conclui em 2000 com 18 valores o Curso de Piano do Conservatório do Porto, onde estudou com Eduardo Resende. No mesmo ano, ingressa na Universidade de Aveiro, onde estudou com Vitali Dotsenko. Teve como Professores de Música de Câmara António Chagas Rosa, António V. Lourenço e Fausto Neves.

Frequentou Master-classes orientados por Carlos Cebro, Pedro Burmester, Jaroslaw Drzeswieck, Tânia Achot, Jorge Moyano, Andrzej Pikul, Valery Starodubrovsky, Liv Glaser, Sofia Lourenço. Frequentou o Mestrado em Música – Interpretação Artística da Escola Superior de Música e de Artes de Espetáculo, sob a orientação da Professora Sofia Lourenço e é desde 2010 Professora de Piano na Academia de Música de Costa Cabral, tendo já exercido funções de docência na Academia de Música de Castelo de Paiva, Conservatório de Música Regional de Vila Real e Conservatório de Música do Porto.

Ao longo dos últimos anos tem colaborado com outras disciplinas artísticas, nomeadamente cinema e teatro das quais se destacam: com o Cineclube do Porto (improvisação e música original para “A propôs de Nice” de Jean Vigo), Teatro O Cão Danado (arranjos e interpretação em Mnemósine com encenação de Nuno M Cardoso; direção musical e interpretação em Húmus e Visões com encenação de Sara Barbosa; direção musical, sonoplastia e interpretação em Não Era Uma Vez com encenação de Tiago Correia ), Leituras no Mosteiro (T.N.S.J.) e Centro Nacional de Cultura (direção musical do filme-concerto Douro, Faina Fluvial de Manoel de Oliveira na Sessão de encerramento da Festa na Baixa 2013), TN 21 (Um libreto para ficarem em casa seus anormais, Junho de 2017 no Teatro Nacional D. Maria II com a encenação de Albano Jerónimo). Atualmente é diretora musical na companhia de teatro O Cão Danado, tendo recentemente dirigido Visões.2, em co-direção artística com Sara Barbosa.

Em 2019, integrou como narradora e performer os projetos It all comes out at Night dirigido por Davis Freeman (Germinal 2019 – Parque da Devesa, Famalicão), e Manual da Falla dirigido por Ana Rocha (Rivoli – TMPorto).

Entre o erudito e o experimental tocou com músicos como Sérgio Carolino, Ana Luísa Pereira, Rafael Moreira, Maria Kagan, Gasper Piano e Peter Jacquemyn.

Integra, desde a sua fundação, o projeto NyX Kaos que surgiu da necessidade de testar a combinação de universos musicais distanciados entre si no tempo e estética, explorando novas texturas e frequências eletroacústicas. NyX é um grupo de música clássica e contemporânea que além dos seus originais, recicla temas e estórias do passado – desde o Renascimento até ao século XX – dando-lhes roupagens sonoras atuais.

Na Academia de Dança de Gaia Eliana é Coordenadora da Disciplina de Música em Teatro Musical.